Destaques arredondados Z2

6/Z2/ticker-posts

Publicidade:
Publi aqui - Portal Spy

Viaturas blindadas da PF chegam à Bahia para reforçar ações de combate ao crime organizado


As três viaturas blindadas da Polícia Federal (PF) que foram enviadas à Bahia para reforçar o combate ao crime organizado chegaram em Salvador na manhã desta sexta-feira (22). Os veículos foram transportados em um navio da Marinha, que saiu do porto do Rio de Janeiro na segunda-feira (18) e desembarcou no porto da capital baiana pouco antes das 11h.

A operação para a retirada dos veículos de dentro da embarcação começou por volta das 13h10. Informações apuradas pela TV Bahia indicam que dois deles são viaturas tradicionais da PF e o terceiro é maior, conhecido como "Scorpio".

Semelhante ao "Caveirão" utilizado em grandes operações no estado do Rio de Janeiro, o "Scorpio" tem capacidade para 11 ocupantes e foi fabricado nos Emirados Árabes Unidos.
- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Os blindados são resistentes a ataques com armas de fogo, inclusive de grosso calibre. Além disso, propiciam uma atuação mais rápida e eficiente em localidades que veículos tradicionais têm dificuldades de acesso. Não se sabe quando as viaturas entram em operação.

Na terça-feira (19), o superintendente da PF, Flávio Albergaria, disse que as equipes que vão utilizá-las vão passar por capacitação. Conforme a PF, os blindados serão usados pelo Comando de Operações Táticas (COT) e do Grupo de Pronta Intervenção (GPI).

Os veículos foram transportados em um dos maiores navios da Marinha Brasileira, o aeródromo multi propósito. A viagem do Rio de Janeiro para a Bahia durou quatro dias e foi acompanhada por agentes da Polícia Federal, para garantir segurança das viaturas.

Ainda de acordo com Flávio, o envio dos veículos, que são utilizados por outras superintendências regionais, já estava na programação da corporação. "As viaturas estavam definidas para reforçar o nosso trabalho. Não se trata de uma medida nova. Outros estados têm os seus blindados e, agora, a Bahia está sendo contemplada", detalhou.

Com este reforço, a PF baiana passará a atuar com cinco blindados nas operações da força-tarefa de segurança no combate ao crime organizado. Uma força de segurança que reúne as polícias, Civil, Militar e Federal atua com 400 homens no estado, desde o mês passado.

Segundo a PF, a assinatura do Acordo de Cooperação Técnica (ACT) fortalece a relação entre os dois órgãos, com o objetivo de intensificar o enfrentamento às organizações e associações criminosas.

O pacto visa combater também o tráfico de drogas e armas, delitos de furto, roubo e receptação de cargas e valores, lavagem e ocultação de bens, direitos e valores e outros crimes correlatos, como recuperação de ativos e repressão à "lavagem de dinheiro". O prazo de vigência do acordo é de dois anos, podendo ser prorrogado por igual período.

Onda de violência
Apontado como estado com maior número de mortes violentas registradas no primeiro trimestre de 2023 pelo g1, no Monitor da Violência, os baianos vivem uma onda de violência nos últimos meses.

Nesta sexta-feira (22), seis suspeitos morreram e outros 15 foram presos na Operação Saigon, realizada no bairro de Águas Claras, em Salvador, e na cidade de Feira de Santana, a segunda maior da Bahia, a cerca de 100 km da capital.

Ação conjunta das polícias Civil, Militar, Rodoviária e Federal tem objetivo de cumprir 43 mandados de prisão e de busca e apreensão contra um grupo suspeito de traficar drogas e matar mais de 30 pessoas, segundo o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que iniciou as investigações há mais de um ano, segundo a delegada Andréa Ribeiro.

Por causa desta operação, foi alterada a rotina dos moradores de Águas Claras, que tem mais de 37 mil habitantes, conforme o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

As aulas foram suspensas nas escolas da região e o posto de saúde também não fez atendimentos. A Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob) informou que os ônibus do transporte público que operam nos bairros de Cajazeiras 7 e Águas Claras não estão seguindo até os respectivos finais de linha.

30 mortes em confrontos em uma semana
👉 Em uma semana, entre 28 de julho e 4 de agosto, 30 mortes em diferentes confrontos com policiais militares foram registrados na Bahia;

👉 Por causa das mortes, o ministro dos Direitos Humanos e Cidadania (MDHC), Silvio Almeida, disse que acionou a Ouvidoria Nacional dos Direitos Humanos para acompanhar os casos.

Tiroteios em bairros de Salvador
👉 Em Salvador, diversas trocas de tiros e ações com 17 reféns liberados fizeram moradores do bairro do Alto das Pombas deixarem suas casas em agosto;

👉 No dia 3 de setembro, 11 pessoas foram mortas em confronto com a Polícia Militar e oito foram presas no Alto das Pombas e Calabar, bairro vizinho. Mais de 15 armas foram apreendidas;

👉 A madrugada do dia 6 de setembro foi marcada por tiroteios em outros dois bairros da capital baiana: Engenho Velho de Brotas e Nordeste de Amaralina.

Operação com PF e quatro homens mortos
👉 Na sexta-feira (15), policiais federais, civis e militares fizeram uma operação para cumprir mandados de prisão contra um grupo criminoso. No local, os agentes foram surpreendidos por integrantes de uma facção que estava prestes a entrar em confronto com um grupo criminoso que atua na região;

👉 A operação terminou com um policial federal e quatro suspeitos mortos. Outros dois agentes (um civil e outro federal) ficaram feridos;

👉 Desde então, outros 11 suspeitos de participarem do confronto morreram em diversos bairros de Salvador e em Simões Filho. Ao todo, foram 14 suspeitos e um policial federal mortos, confirmados pela Secretaria de Segurança Pública da Bahia.

Ações de combate ao crime organizado
Para o secretário de Segurança Pública da Bahia, Marcelo Werner, o que acontece no estado não é uma situação isolada. "A segurança pública e o tema do avanço do tráfico de drogas das facções não é um problema local, temos que entender isso como um problema nacional", afirmou.

Na última quarta-feira (20), ele esteve na Assembleia Legislativa para falar sobre o assunto. O gestor garantiu que todos os recursos estaduais e federais estão disponíveis e o trabalho integrado entre a SSP-BA e a Polícia Federal está focado no combate às facções criminosas.

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code

Publicidade::
Publi aqui - Portal Spy