Destaques arredondados Z2

6/Z2/ticker-posts

Publicidade:

Brasileiro é assassinado com tiro à queima-roupa após elogiar cachorro e irritar dono nos EUA

O tutor do animal expressou descontentamento com a interação entre a vítima e o cachorro, resultando em uma discussão acalorada.


Matheus Martines Gaidos, um brasileiro de 27 anos, foi tragicamente morto com um tiro à queima-roupa em Oakland, Califórnia, nos Estados Unidos. Segundo relatos da imprensa local, a vítima havia elogiado o cachorro de um casal americano, o que resultou em uma reação negativa por parte do tutor do animal, culminando no disparo fatal contra o jovem.

Matheus estava nos EUA há cinco anos e trabalhava como entregador de flores. Naquele dia, ele estava concluindo sua última entrega em um prédio no bairro Koreatown quando se deparou com o casal passeando com seu cachorro. Admirando o animal, o brasileiro expressou seu apreço, descrevendo-o como um "bom cachorro". De acordo com depoimentos da família à emissora KTVU, o tutor do cachorro não reagiu bem ao elogio, desencadeando uma discussão acalorada.

No momento do incidente, Matheus estava ao telefone com um amigo brasileiro, que pôde escutar a discussão se desenrolar. O amigo relatou que ouviu Gaidos dizer "bom cachorro" e em seguida houve uma confusão. Matheus, então, comunicou ao amigo pelo telefone que havia sido baleado. A mãe do jovem, Isabel Martines, afirmou: "Ele estava apenas fazendo a última entrega antes de ir para casa. Ele não estava fazendo nada de errado".

Após o início da discussão acalorada, o tutor do cachorro teria agredido Matheus, que, para se defender, atirou as flores que carregava no agressor. Insatisfeito, o homem sacou uma arma e disparou contra o brasileiro. O jovem foi socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu. O autor dos disparos e a mulher que o acompanhava foram detidos pela polícia, conforme informado pela KTVU.

Os pais de Matheus viajaram para a cidade californiana ao receberem a notícia da morte de seu filho e planejam repatriar seu corpo para o Brasil, onde ele será sepultado. "É difícil perdoar algo assim. Queremos justiça, apenas não queremos ver isso acontecendo com mais ninguém", desabafou Antônio Gaidos, pai do jovem, que classificou o ocorrido como um ato "cruel".


Licença Creative Commons
Cópia sem citação da fonte com link para este original pode sofrer punições legais.
Portal Spy - Notícias de Juazeiro (BA), Petrolina (PE) e Região. Blog de Notícias. 
Portal Spy - Notícias de Juazeiro (BA), Petrolina (PE) e Região. Blog de Notícias. Região. Blog de Notícias.

Postar um comentário

0 Comentários