Destaques arredondados Z2

6/Z2/ticker-posts

Publi topo do site

Publicidade:
Publi aqui - Portal Spy

Concurso Nacional Unificado: como serão as provas na nova data?


 Foto: Brenno Carvalho / Agência O Globo

As provas do Concurso Público Nacional Unificado, popularizado como "Enem dos concursos", que iriam acontecer neste domingo foram adiadas devido à tragédia no Rio Grande do Sul, que foi atingido por fortes chuvas e soma dezenas de mortes.

A princípio, o governo chegou a cogitar a mudança de data apenas no estado, mas optou por remarcar o certame no país inteiro para evitar judicializações. Com isso, a expectativa é que os exames aconteçam no segundo semestre, provavelmente em agosto.

A ministra da Gestão, Esther Dweck, informou que pretende usar as mesmas provas. Algumas, inclusive, já haviam sido distribuídas para os locais de aplicação quando a decisão de adiamento foi tomada. Não há previsão de que as inscrições sejam reabertas.

O concurso contra com oito editais para 6.640 vagas no funcionalismo, cujos salários iniciais variam de R$ 4 mil até quase R$ 23 mil.

O Bloco 8, o único que não exige diploma universitário para aplicação, foi o que teve maior número de inscritos: R$ 701 mil. Com isso, a concorrência será de 1.013 candidatos por vaga.

Confira como serão as provas desse grupo:

Quais são as provas do Bloco 8?
Os pretendentes serão avaliados pelos seus conhecimentos em matemática, noções de Direito e de Realidade Brasileira. E terão ainda que fazer uma prova de Redação.

Quantas vagas estão separadas para esse grupo?
São 692 oportunidades em diversos órgãos federais de todo o país.

Qual é a faixa de salário?
Os salários variam de R$ 3.741,84 a R$ 8.469,89.


Foto: Léo Martins

Como será a prova do Bloco 8 do CNU?
Os candidatos terão que responder 60 questões objetivas, escolhendo uma única resposta correta entre as opções A, B, C, D ou E. Serão:

Língua Portuguesa com 15 questões;
Noções de Direito com 15 questões;
Matemática com 15 questões;
Realidade Brasileira com 15 questões;
Além disso, os inscritos terão que escrever uma redação sobre um tema que ainda não foi divulgado. Não haverá nenhuma outra questão discursiva.

Como serão os pesos das questões?
Para vagas que avaliam títulos, os títulos terão peso 0,1, enquanto a redação terá peso 0,2, e as questões objetivas, 0,7. A nota final máxima será 100.

Quando títulos não são considerados como critério, as questões de múltipla escolham pesarão 0,8 e a redação, 0,2.

O que será cobrado?
Língua Portuguesa

Compreensão de textos;
A organização textual dos vários modos de organização discursiva;
Coerência e coesão;
Ortografia Classe, estrutura, formação e significação de vocábulos;
Derivação e composição;
A oração e seus termos;
A estruturação do período;
As classes de palavras: aspectos morfológicos, sintáticos e estilísticos;
Linguagem figurada;
Pontuação.
Redação

Será avaliada pelos seguintes critérios:

Adequação ao tema proposto;
Adequação ao tipo de texto solicitado;
Emprego apropriado de mecanismos de coesão;
Capacidade de selecionar, organizar e relacionar de forma coerente argumentos pertinentes ao tema proposto;
Domínio da modalidade escrita da norma-padrão
Poderá zerar o candidato que:

Fugir ao tipo de texto em prosa dissertativo-argumentativo;
Fugir ao tema proposto;
Apresentar texto sob forma não articulada verbalmente em língua portuguesa (apenas com desenhos, números e palavras soltas ou em forma de verso);
Assinar seu texto ou indicar qualquer sinal que, de alguma forma, possibilite a identificação do candidato;
Escrever a Redação a lápis, em parte ou na sua totalidade.
Noções de Direito

Direito e garantias fundamentais: direitos e deveres individuais e coletivos; direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade; direitos sociais; nacionalidade; cidadania; garantias constitucionais individuais; garantias dos direitos coletivos, sociais e políticos.
Organização do Estado: Administração pública (artigos de 37 a 41, da Constituição Federal de 1988).
Direito Administrativo: Organização administrativa da União; Agentes públicos; Regime Jurídico Único (Lei nº 8.112/1990 e suas alterações); Poderes administrativos; Ato administrativo; Serviços Públicos; Controle e responsabilização da administração, sanções aplicáveis aos atos de improbidade administrativa (Lei nº 8.429/1992 e suas alterações); Lei do Processo Administrativo (Lei no 9.784/1999 e suas alterações).
Matemática

Conjuntos numéricos: naturais, inteiros, racionais e reais; múltiplos, divisores, números primos; potências e raízes.
Sistemas de Unidades de Medidas: comprimento, área, volume, massa e tempo.
Razão e proporção: regra de três simples e regra de três composta; porcentagem, juros simples e juros compostos.
Equação do 1º grau, equação do 2º grau, sistemas de equações; equações exponenciais e logarítmicas.
Funções: afins, quadráticas, exponenciais, logarítmicas.
Progressões aritméticas e geométricas.
Análise combinatória: princípio fundamental da contagem, permutação, arranjo e combinação.
Probabilidade.
Estatística básica: leitura e interpretação de dados representados em tabelas e gráficos; medidas de tendência central (média, mediana, moda)
Geometria plana: polígonos, circunferência, círculo, teorema de Pitágoras, trigonometria no triângulo retângulo; perímetros e áreas.
Geometria espacial: prisma, pirâmide, cilindro, cone e esfera; áreas e volumes.
Realidade Brasileira

Formação do Brasil contemporâneo: da independência à República; Primeira República; o Estado Getulista; democracia e rupturas democráticas na segunda metade do século XX; a redemocratização e a busca pela estabilidade econômica.
História dos negros no Brasil: luta antirracista, conquistas legais e desafios atuais.
História dos povos indígenas do Brasil: luta por direitos e desafios atuais.
Dinâmica social no Brasil: estratificação, desigualdade e exclusão social.
Manifestações culturais, movimentos sociais e garantia de diretos das minorias.
Desenvolvimento econômico, concentração da renda e riqueza.
Desenvolvimento sustentável e meio ambiente.
Biomas brasileiros: uso racional, conservação e recuperação.
Matriz energética: fontes renováveis e não renováveis; mudança climática; transição energética.
População: estrutura, composição e dinâmica.
Desenvolvimento urbano brasileiro: redes urbanas; metropolização; crescimento das cidades e problemas urbanos.
Infraestrutura urbana e segregação socioespacial.
Desenvolvimento rural brasileiro: estrutura e concentração fundiária; sistemas produtivos e relação de trabalho no campo.
A inserção do Brasil no sistema internacional.
Estado Democrático de Direito: a Constituição de 1988 e a afirmação da cidadania
Quando o candidato pode ser eliminado?
Será eliminado o candidato que obtiver aproveitamento inferior a 30% da pontuação nas provas objetivas ou nota zero na redação.

O candidato também será eliminado se for constatado, durante as provas, o porte ou o uso de aparelhos sonoros, fonográficos, de comunicação ou de registro, eletrônicos ou não, tais como: agendas eletrônicas, gravadores, pen drive, fones de ouvido, livros, anotações, chaves com alarme, celulares ou similares.

Além disso, os candidatos não poderão levar o caderno de provas, após nenhum dos turnos, para casa. E o tempo mínimo de permanência nos locais de provas em ambos os turnos é de duas horas. Caso saia antes, o candidato será eliminado do concurso.



Postar um comentário

0 Comentários

Publicidade: