Destaques arredondados Z2

6/Z2/ticker-posts

Publicidade:
Publi aqui - Portal Spy

Em meio à onda de violência, Bahia registra ao menos 16 mortes em confrontos com policiais na 1ª semana de outubro

Número representa mais de 22% do que o registrado no mês de setembro.

Armas apreendidas com trio em Eunápolis na terça-feira — Foto: Divulgação/Polícia Militar

A onda de violência registrada na Bahia em setembro, quando o estado registrou mais de 70 mortes em confrontos policiais, continua. Apenas na primeira semana de outubro, ao menos 16 pessoas morreram a tiros em ações contra as forças de segurança. O número registra mais de 22% do que o registrado no mês anterior.

Os confrontos registrados pelo g1 durante o período aconteceram nas cidades de Catu, Jequié, Eunápolis, Lauro de Freitas, Valença, Camaçari e Salvador. O maior número de mortos foi registrado na capital baiana: quatro.

Veja abaixo a cronologia dos confrontos:

SEGUNDA-FEIRA (2):
Na segunda-feira (2), um dos suspeitos de envolvimento na morte do policial federal Lucas Caribé, em uma operação em Salvador, foi morto durante confronto com a polícia na cidade de Catu, a 70 km da capital baiana. Segundo a polícia, o homem estava escondido em um imóvel e mantinha a companheira em cárcere privado desde o dia da ação.

Um homem morreu após entrar em confrontos com policiais militares que integravam a Operação Força Total, no bairro de Vida Nova
Foto: Divulgação/PM-BA

No mesmo dia, um homem morreu após trocar tiros com policiais no bairro de Mussurunga, na capital baiana. Por causa da situação, grande parte do comércio da localidade não abriu na terça (3). Uma porção de drogas e uma arma foram apreendidas.

Ainda na segunda, dois homens morreram durante um confronto com agentes do 19º Batalhão da Polícia Militar (BPM), na região do Alto da Bela Vista, em Jequié, no sudoeste baiano. Uma submetralhadora, um revólver, drogas e uma balança de precisão foram encontrados com a dupla.

TERÇA-FEIRA (3):
Na madrugada de terça (3), policiais da Rondas Especiais (Rondesp), com apoio do Pelotão de Emprego Tático Operacional (PETO) da 7° Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), receberam a informação de vários suspeitos armados na rua Monte Serrat, no bairro Santa Lúcia, em Eunápolis.

Ao chegarem no local encontraram oito homens armados. O grupo atirou nos policiais e entrou em uma área de mata, onde foi feito um cerco. Quando amanheceu, os policiais intensificaram abordagens a veículos.

A PM informou que cinco dos suspeitos sequestraram um jovem que dirigia um carro, no bairro Itapuã, em Eunápolis, e houve um novo confronto. Dois suspeitos conseguiram fugir, três foram baleados e morreram no local. A vítima do sequestro foi liberada sem ferimentos.

QUARTA-FEIRA (4):
Um homem morreu após entrar em confrontos com policiais militares que integravam a Operação Força Total, no bairro de Vida Nova — Foto: Divulgação/PM-BA
Um homem morreu após entrar em confrontos com policiais militares que integravam a Operação Força Total, no bairro de Vida Nova — Foto: Divulgação/PM-BA

Logo na manhã de quarta-feira (4), um homem morreu após entrar em confrontos com policiais militares que integravam a Operação Força Total, no bairro de Vida Nova, em Lauro de Freitas.

No início da tarde, uma troca de tiros no bairro de Tancredo Neves, em Salvador, também terminou com a morte de um homem.

No início da tarde, uma troca de tiros no bairro de Tancredo Neves, em Salvador, também terminou com a morte de um homem. — Foto: Divulgação/PM-BA
No início da tarde, uma troca de tiros no bairro de Tancredo Neves, em Salvador, também terminou com a morte de um homem. — Foto: Divulgação/PM-BA

QUINTA-FEIRA (5):


Duas pessoas morreram durante uma troca de tiros com a Polícia Militar, na noite de quinta-feira (5), na cidade de Valença. De acordo com a Polícia Civil, um terceiro homem foi preso e todos eles eram envolvidos com o tráfico de drogas da região.

Outros dois homens também morreram em uma troca de tiros com PMs na mesma noite, mas esse caso ocorreu em na região de Arembepe, em Camaçari.

SEXTA-FEIRA (6):

Material apreendido com o suspeito no bairro de Cassange — Foto: Divulgação/SSP-BA

Um homem apontado como organizador de "bondes" morreu após confronto com as forças de segurança da Bahia na tarde de sexta-feira (6), no bairro de Cassange, no limite entre as cidades de Salvador e Simões Filho.

Também na sexta, um homem morreu após confronto com policiais militares no bairro de Águas Claras, na capital baiana.

DOMINGO (8):

Material apreendido com o suspeito no bairro de Cassange — Foto: Divulgação/SSP-BA


Um homem apontado como chefe do tráfico de drogas no bairro de Cajazeiras foi morto após uma troca de tiros com policiais militares na madrugada deste domingo (8), na Avenida Paralela, uma das principais de Salvador.

Durante a Operação Intensificação, policiais militares foram acionados para averiguar denúncia de tiros dentro do Parque de Exposições, onde acontecia um show de trap.

De acordo com a Polícia Militar, no local, os policiais viram um motorista de um carro, que ao avistar a viatura, saiu do local em alta velocidade. Os PMs iniciaram o acompanhamento ao veículo, e foi solicitada a parada, quando o homem atirou nos agentes e houve um confronto.

A PM informou que o homem, que não teve a identidade revelada, foi encaminhado ao Hospital Geral Roberto Santos (HGE), mas não resistiu aos ferimentos. Com ele, foram encontradas uma pistola calibre .380 com numeração raspada, quatro munições, sendo uma picotada e três intactas, cinco embalagens com cocaína e três porções de maconha.

Onda de violência na Bahia
A Bahia registrou ao menos 71 mortes durante confrontos com a polícia no mês setembro – 66 delas de suspeitos de envolvimentos com crimes, uma de um policial federal, o agente Lucas Caribé, e dois policiais militares.

Jequié, cidade mais violenta do Brasil, ainda registrou uma chacina com seis mortos da mesma família, na última quinta-feira (5).

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code

Publicidade::
Publi aqui - Portal Spy