Destaques arredondados Z2

6/Z2/ticker-posts

Curso de informática em Juazeiro promove inclusão de crianças e jovens do bairro Tabuleiro


Desde o mês de julho, crianças e adolescentes do bairro Tabuleiro e de comunidades vizinhas estão participando do curso de letramento digital promovido pela Prefeitura de Juazeiro, através das Secretarias de Cultura, Turismo e Esporte (Seculte), de Educação e Juventude (Seduc) e de Desenvolvimento Social, Mulher e Diversidade (Sedes), em parceria com o grupo gestor da Praça CEU e a Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf). O curso possibilita a inclusão digital e social de crianças e jovens a partir do contato com o computador, parte deles, pela primeira vez.
- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Kauã Dias de Barros Silva, de 12 anos, nunca tinha feito um curso de informática antes e tem aproveitado cada ensinamento no curso e colocado em prática. “Está muito bom. A cada dia a gente aprende mais coisas que eu não sabia, mesmo tendo computador em casa. Aprendi a formatação de texto e a criar tabela. Já estou usando o que aprendi aqui no meu estudo”, disse o estudante.

Ingrid Lima, de 17 anos, é moradora do bairro Tabuleiro e também não tinha feito curso de informática antes. A jovem, que utilizava computador apenas para jogar, está aprendendo que o universo digital vai muito além dos jogos e conhecer os softwares pode abrir muitas portas no mercado de trabalho. “Aprendi o word. Não sabia criar pasta, eu só jogava, não sabia nem abrir o aplicativo de navegação. É importante para o mercado de trabalho”, declarou a adolescente.

O curso de Alfabetização e Letramento Digital é realizado na Praça CEU Alan Cleber Souza Dantas. Quase 70 alunos a partir de 10 anos estão fazendo o curso nos três turnos. A coordenadora pedagógica do curso, Lusilena Pires, destaca que os alunos começaram aprendendo o básico. “Aqui ensinamos desde a formatação de texto e como funciona o computador, o que para nós é uma coisa simples, mas muitos ficam encantados. Certamente este curso vai auxiliar na educação destas crianças e jovens e vai prepará-los para o mercado de trabalho”, declarou Lusilena Pires.

De acordo com o gerente administrativo da Seculte, Carlos Humberto Santiago, o curso de letramento digital para crianças e adolescentes já era um sonho antigo para proporcionar uma inserção dos jovens na sociedade, com conhecimento digital. “Hoje em dia já estamos buscando parceria com outras entidades que trabalham com ações sociais para conseguir trazer mais qualificação para os nossos jovens”, disse Carlos Humberto.

Fonte: Ascom/PMJ
Licença Creative Commons

Postar um comentário

0 Comentários

Publicidade:

Ad Code

Publicidade: