Destaques arredondados Z2

6/Z2/ticker-posts

Publi topo do site

Publicidade:
Publi aqui - Portal Spy

Julho Amarelo: Prefeitura de Juazeiro alerta sobre prevenção às hepatites virais


O Julho Amarelo é dedicado à conscientização sobre as hepatites virais. A Prefeitura de Juazeiro, por meio da Secretaria de Saúde (Sesau), aderiu à campanha e alerta a população sobre prevenção e esclarece sobre formas de tratamento da doença.
- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

A hepatite é uma inflamação do fígado, explica a médica Juliana Medeiros. “A doença é originada por um vírus que acomete diretamente o fígado, causando sua inflamação. As hepatites virais têm cura, mas se não tratadas podem cronificar e levar até a morte”, disse.

De acordo com a médica, os sintomas costumam ser silenciosos na fase inicial da doença. “Os sintomas podem evoluir silenciosamente durante décadas para cirrose ou até mesmo câncer. Sinais como: olhos amarelados, urina escura, febre e mal-estar vão acontecer em menos de 30% dos casos de hepatites”, destacou Juliana Medeiros.

Transmissão
A transmissão do vírus A e E ocorrem pelo contágio de água e alimentos contaminados com fezes de pessoas que possuem o vírus. A transmissão da hepatite B acontece principalmente pela relação sexual e a transmissão de mãe para filho. No caso da hepatite C, a principal forma de contágio é pelo contato com objetos contaminados como agulhas, seringas e materiais não esterilizados adequadamente.

Prevenção e testagem
As hepatites virais podem ser prevenidas através da vacinação, uso de preservativos em relações sexuais e cuidados com objetos cortantes. A médica Juliana Medeiros ainda reforçou a importância da testagem para diagnosticar a doença no início. “Não podemos esperar que apareça algum sintoma para fazer os testes de hepatites. Eles precisam ser realizados periodicamente, para que a doença seja identificada na fase inicial, aumentando as chances de cura ou diminuindo as sequelas. Solicite ao seu médico da atenção básica a realização dos exames, fortalecendo o combate às hepatites virais", destacou.

Tratamento na rede pública de Juazeiro
Os pacientes diagnosticados com hepatites são acolhidos pelo Centro de Informação em ISTs, HIV/Aids e Hepatites Virais (CIDHA). “Os pacientes recebem acompanhamento médico especializado e as medicações necessárias para tratar a doença. Atualmente, cerca de 200 pessoas estão em tratamento conosco”, disse o gerente da unidade, Adeilton Junior.

Os testes rápidos também são oferecidos pelo CIDHA, que funciona no Centro de Saúde 3, na Orla, no bairro Angari, das 8h às 17h.

Fonte: Ascom/PMJ
Licença Creative Commons

Postar um comentário

0 Comentários

Publicidade: