Destaques arredondados Z2

6/Z2/ticker-posts

Publi topo do site

Publicidade:
Publi aqui - Portal Spy

Implementado na gestão Suzana Ramos, Espaço Humanizar segue potencializando atividades e aprimorando atendimentos

Foto: Ascom/PMJ

O Espaço Humanizar, integrado ao Núcleo de Atendimento Psicossocial e Inclusão (NAPSI) da Secretaria Municipal de Educação e Juventude (SEDUC), segue potencializando a oferta de serviços ampliando, assim, a assistência aos estudantes e profissionais da educação municipal. São disponibilizados, inicialmente, atendimentos e orientação multiprofissional às escolas e aos estudantes com deficiências, autismo e transtornos de aprendizagem.

Implementado na gestão Suzana Ramos, o serviço foi instituído pela Lei 3.078/2022 e traz dentro das suas propostas, promover, organizar e desenvolver atividades que fortaleçam processos inclusivos na educação. "Consolidamos um projeto que está previsto no Plano Municipal de Educação e que tem o papel fundamental de fortalecer as ações da SEDUC/ NAPSI. É um orgulho muito grande ter um espaço como esse, referência em dar apoio aos estudantes e também aos profissionais que atuam nas escolas", destacou a prefeita Suzana Ramos.

Inaugurado em dezembro de 2022, o Espaço Humanizar dispõe de equipe formada por profissionais das áreas de serviço social, psicologia, psicopedagogia, neuropsicopedagia, pedagogia, enfermagem, educação física, terapias holísticas e massoterapia. 

Para Jussya Rodrigues, atual coordenadora do Espaço Humanizar, a fase é de ajuste organizacional. “Estamos trabalhando para ampliar a organização e otimizar o fluxo de atendimentos do Humanizar, que viabiliza as políticas de inclusão previstas pela SEDUC/ NAPSI.  A orientação da gestão é que o espaço cumpra sua função social e que ações sejam potencializadas para assim fortalecermos as relações intersetoriais e apoio às escolas. As expectativas são as melhores", frisou Jussya.

"Nosso trabalho está ligado à Superintendência de Ensino. A Educação Especial/Inclusiva perpassa todas as etapas e modalidades, para consolidar as políticas públicas na área de inclusão das pessoas com deficiências. Mas, sempre lembrando que, o Espaço Humanizar não é voltado apenas para o apoio ao público da educação especial, mas também no tocante à Lei 14. 253/21, que prevê assistência educacional aos estudantes com transtornos de aprendizagem - dislexia, discauculia, TDH", explica Jumária Monteiro, coordenadora do NAPSI.

Novidades
Dentro dessa nova fase organizacional das atividades, foram iniciadas na tarde desta quarta-feira (29), as aulas de hidroginástica para os estudantes encaminhados pelas escolas, nessa primeira etapa do serviço, com acompanhamento do educador físico.

Atendimentos
É um trabalho de avaliação e acolhimento para orientar as equipes escolares e as famílias. O fluxo de atendimento acontece interno e externo, conduzido pela equipe multiprofissional. As escolas fazem solicitação através de Relatório de Acompanhamento dos estudantes e contatos diretos ao serviço.

A partir disso, o próximo passo é a identificação da escola e seu território e o tipo de ação necessária para cada caso e, assim, realizar o trabalho necessário.

A sede do NAPSI/Espaço Humanizar funciona na Rua da Grécia, nº 107, no bairro Coreia.

Postar um comentário

0 Comentários

Publicidade: