Portal Spy - Assaí Show de Prêmios - Petrolina-PE

"Lula não é propriedade do PSB. Lula é patrimônio do Brasil", diz Miguel Coelho ao criticar campanha nacionalizada

"Mas ninguém está aqui fazendo uma defesa de Lula e nem defesa de Bolsonaro. Estamos, aqui, fazendo um debate de pré-candidato a governador", advertiu Miguel em entrevista concedida durante o ato de despedida da Prefeitura de Petrolina (PE).

Foto: Reprodução
::: Siga o Portal Spy no Google Notícias :::
Em Pernambuco, a pré-campanha tem ganhado contornos de uma disputa nacionalizada, o que coloca o embate Lula x Bolsonaro no foco e pode acabar distraindo dos problemas locais a serem debatidos.

Nesta quarta-feira (30 de março), em entrevista concedida durante o ato de despedida da Prefeitura de Petrolina, que sela o início de sua corrida pelo Governo do Estado, o prefeito Miguel Coelho bateu nessa tecla ao ser indagado se a Oposição temia a força do ex-presidente Lula no Estado.
- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Questionado, devolveu: "Lula não é propriedade do PSB, nem muito menos candidato do PSB. Lula é patrimônio do Brasil, pela história que fez quando Presidente da República, pelas conquistas que fez, também quando presidente, para Pernambuco".

E advertiu: "Mas ninguém está aqui fazendo uma defesa de Lula e nem defesa de Bolsonaro. Estamos, aqui, fazendo um debate de pré-candidato a governador". Na sequência, Miguel disse que lhe "preocupa muito que tem pré-candidato falando mais dos seus candidatos a presidente do que de suas propostas". Atribuiu, a esses postulantes, a condição de "ocos".

"Ou são candidatos ocos, que não têm o que falar de si próprio, do Estado, ou são candidatos que estão querendo fugir da realidade difícil que o Estado se encontra", alfinetou.

Em Pernambuco, o ex-presidente Lula tem o deputado Danilo Cabral, do PSB, encabeçando seu palanque e a candidatura do socialista foi lançada, exatamente, com foco no apoio ao petista na corrida presidencial e no apoio dele ao socialista.
::: Clique aqui e participe do Grupo de WhatsApp de notícias de Juazeiro, Bahia e Petrolina, Pernambuco :::
Nas oposições, há algum tempo, ecoa que interessa ao PSB nacionalizar o debate, uma vez que o Estado é reduto de Lula, líder nas pesquisas.

À frente do palanque do presidente Bolsonaro, no Estado, está Anderson Ferreira, prefeito de Jaboatão, que, após sacramentar esse apoio do chefe do Planalto viu suas chances de ir a um segundo turno crescerem, tanto em bolsas de aposta de governistas como de oposicionistas, em função, exatamente, do caráter polarizado da disputa.

Dirigente nacional do União Brasil, partido de Miguel, Luciano Bivar protagonizou rompimento drástico com Bolsonaro, de cujo governo, o pai de Miguel, o senador Fernando Bezerra Coelho foi líder. Bivar não participou do ato de ontem, em Petrolina. Presidente da sigla no Estado, Marcos Amaral, à Imprensa, informou que, em tempo de filiações, o dirigente estava em Brasília cuidando do assunto.

Leia matéria completa no Folha de Pernambuco: clique aqui
Encontrou algum erro na matéria? Avise-nos clicando aqui!
Fonte: Folha PE
Licença Creative Commons
Cópia sem citação da fonte, com link para matéria original, estará sujeita a punições legais.
Comente esta matéria em nosso facebook.

Confira outras notícias em áudio pelo Spy Cast
O canal de podcasts do Portal Spy:

Deixe seu comentário

Antes de comentar qualquer matéria leia as regras de utilização do Portal. Qualquer comentário que violar as regras será automaticamente excluído por nossa equipe. É proibido inserir links (urls) dentro do comentário, caso contrário o mesmo será deletado por nossa equipe.

Postagem Anterior Próxima Postagem