some text

19.12.21

Miguel Coelho afirma que seu grupo continua apoiando Bolsonaro: "Não somos de 'toma lá, dá cá'. A gente não mudou de lado"

Diante da filiação de Bolsonaro ao PL, Miguel Coelho (DEM) não parece estar apreensivo com eventual reorganização na competição eleitoral no Estado de Pernambuco.


Foto: Ascom-PMP
::: Siga o Portal Spy no Google Notícias :::
O ano de 2021 vai chegando ao fim e a convicção do prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (DEM), em torno de sua candidatura ao Governo de Pernambuco em 2022 só aumenta. É o que deixou claro na confraternização que realizou com a imprensa na noite da última sexta-feira (17).

Miguel não se mostrou preocupado com a possibilidade do jogo eleitoral no Estado passar por uma rearrumação, com a chegada do presidente Jair Bolsonaro ao PL. Uma das condições impostas por Bolsonaro para ingressar na legenda, conforme os bastidores políticos, era a de indicar nomes de sua preferência em alguns Estados. No caso de Pernambuco, o prefeito de Jaboatão dos Guararapes, Anderson Ferreira, presidente estadual do PL, poderia sair para a disputa majoritária, em vez de compor com a prefeitura de Caruaru, Raquel Lyra, como senador na chapa da oposição.
- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

“A chegada de um presidente, em qualquer partido que seja, lhe redesenha seu formato, até pelo peso que a presidência representa, e ao que tudo indica, é um candidato à reeleição. Essa reorganização de forças é natural não só em Pernambuco, mas no Brasil inteiro”, avaliou.

Sobre Bolsonaro, aliás, o prefeito minimizou a não indicação do senador e agora ex-líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho, para ministro do Tribunal de Contas da União (TCU). Esse fato foi visto como uma “ingratidão” do presidente ao seu ex-líder, que defendeu pautas de grande relevância para o país enviada pelo Executivo ao Congresso. Além disso, FBC se expôs também na defesa do Governo Bolsonaro durante a CPI da Covid. Mas Miguel garante que, apesar de tudo isso, o seu grupo não mudou de lado.
Ver mais notícias da política em Juazeiro, Petrolina e Região: (clique aqui)
“Não sou de fazer política do ‘toma lá, dá cá’, nem o nosso grupo político liderado pelo senador Fernando Bezerra. Acho que o senador encerrou um ciclo de sua vida. É inquestionável, seja de qual frente ou ideologia for, em reconhecer o esforço que ele teve em defesa não do governo federal em si, mas em defesa do Brasil, as pautas de reformas que pudessem gerar empregos (…) A gente não mudou de lado e não pode achar que um fato isolado vai mudar esse contexto.
::: Clique aqui e participe do Grupo de WhatsApp de notícias de Juazeiro, Bahia e Petrolina, Pernambuco :::
Isso foi só uma questão de espaço que o senador ocupava, mas que ele vai continuar lutando por mais recursos, por mais investimentos. Até porque a força que Petrolina representa nos legitima a bater em qualquer porta em Brasília para brigar por recursos”, ponderou.

Leia matéria completa no blog do Carlos Britto: clique aqui

Encontrou algum erro na matéria? Avise-nos clicando aqui! O post '“Não somos de 'toma lá, dá cá''. A gente não mudou de lado", afirma Miguel Coelho, garantindo que seu grupo continua apoiando Bolsonaro' apareceu primeiro no Portal Spy.
Fonte: Carlos Britto
Licença Creative Commons
Cópia sem citação da fonte, com link para matéria original, estará sujeita a punições legais.
Comente esta matéria em nosso facebook.

Confira outras notícias em áudio pelo Spy Cast
O canal de podcasts do Portal Spy:

Postar um comentário

Antes de comentar qualquer matéria leia as regras de utilização do Portal. Qualquer comentário que violar as regras será automaticamente excluído por nossa equipe. É proibido inserir links (urls) dentro do comentário, caso contrário o mesmo será deletado por nossa equipe.


Veja nosso conteúdo por categoria

...
Clique e acesse

Whatsapp Button works on Mobile Device only