Destaques arredondados Z2

6/Z2/ticker-posts

Publicidade:
Publi aqui - Portal Spy

Corpo de policial federal morto durante operação é velado e cremado em Salvador

Lucas Caribé Monteiro de Almeida, de 42 anos, foi morto na manhã desta sexta-feira (15) durante uma operação no bairro de Valéria, na capital baiana. Despedida ao policial ocorreu no cemitério Bosque da Paz.



O corpo do policial federal Lucas Caribé Monteiro de Almeida, de 42 anos, foi velado e cremado na tarde desta sexta-feira (15), no Cemitério Bosque da Paz, em Salvador. O agente foi morto durante um confronto entre policiais e suspeitos durante uma operação no bairro de Valéria, também na capital baiana.

Além do PF, quatro pessoas morreram durante a operação. Segundo a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), os outros mortos são suspeitos de integrar uma facção criminosa.

Um dos suspeitos foi identificado como Uélisson Neves Brito e era conhecido como "Cara Fina". Ele era foragido da polícia e integrava o Baralho do Crime da SSP-BA. Os nomes dos outros três suspeitos não serão divulgados pela secretaria. [Leia mais sobre o passo a passo da operação ao final da matéria]

Lucas Caribé Monteiro de Almeida trabalhava como policial federal há 10 e era lotado no Grupo de Pronta Intervenção (GPI) da Bahia.

Durante o velório nesta sexta-feira, além de amigos e familiares, diversos colegas de profissão se despediram do policial federal. A capela onde ocorreu o velório ficou lotada. [Veja foto abaixo]

Entenda o passo a passo da operação
Desde agosto, a Polícia Federal participa de operações na Bahia como parte de um acordo de cooperação entre o governo estadual e federal para reprimir a criminalidade no estado.

Na manhã desta sexta-feira, a operação Fauda foi cumprida no bairro de Valéria, em Salvador, com o objetivo de cumprir mandados de prisão. Os alvos da operação seriam suspeitos de integrar uma facção criminosa.

👉Mais de 100 agentes das policiais Federal, Civil e Militar desembarcaram no bairro de Valéria.

👉Forças de segurança foram surpreendidas pela presença de uma facção rival a que seria alvo da operação. A facção planejava retomar o controle do tráfico de drogas no bairro.

👉 Houve confronto e, durante a troca de tiros, o policial federal Lucas Caribé foi atingido. Ele morreu no local.

👉 Outro policial federal e um policial civil ficaram feridos; o agente estadual passará por cirurgia no olho.

👉 Além do PF, dois suspeitos foram mortos pelas forças de segurança durante a troca de tiros.

👉 Outros dois suspeitos morreram em novo confronto quando tentavam fugir em uma região de mata.

Insegurança na Bahia
A Bahia vive momento de insegurança, com troca de tiros entre policiais e homens armados e apreensões de armas pesadas.

No início de setembro pelo menos 11 mortes, oito prisões e quatro situações com reféns foram registradas nos bairros de Alto das Pombas e Calabar, que são vizinhos. Unidades de saúde e instituições de ensino chegaram a interromper as atividades.

O secretário de Segurança Pública da Bahia, Marcelo Werner, admitiu que a guerra entre facções é a principal responsável pela violência no estado.

No desfile do 7 de setembro, o governador do estado negou que vai pedir intervenção federal para a segurança pública do estado, após os casos de violência registrados em Salvador. No entanto, Jerônimo Rodrigues admitiu a possibilidade de adotar a medida futuramente, caso entenda que isso seja necessário.

"Se precisar, não terei problema, mas não há ambiente agora para a gente poder duvidar [da segurança da Bahia]. Não é preciso a intervenção do governo federal no estado da Bahia. Estamos tranquilos e firmes com isso", disse.

Fonte: Com informações:
Licença Creative Commons

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code

Publicidade::
Publi aqui - Portal Spy