Destaques arredondados Z2

6/Z2/ticker-posts

Publicidade:
Publi aqui - Portal Spy

Mulher denuncia 28 anos de violência doméstica e cárcere privado no interior de Juazeiro, BA: "Jogou gasolina em meu corpo e ameaçou me queimar"

A vítima descreveu detalhes assustadores das agressões. Suspeito foi ouvido e liberado.

Foto: Ilustrativa

Em um relato corajoso e angustiante, uma mulher de 39 anos rompe o silêncio após quase três décadas de convivência com o suposto agressor, seu esposo de 44 anos. Mulher teria iniciado relacionamento com o homem quando tinha apenas 10 anos. 
Em meio a uma rotina assombrada por supostos abusos e tormentos, ela compartilhou detalhes chocantes de uma vida marcada por violência doméstica e cárcere privado. O caso foi registrado no distrito de Abóbora, zona rural de Juazeiro, Bahia.

Ciclo de horror

A vítima, mãe de três filhos com idades entre 18 e 5 anos, relatou uma série de agressões físicas e psicológicas. Segundo a vítima, os ataques brutais incluíam socos, pontapés e até tentativas de esganadura, deixando cicatrizes visíveis e traumas profundos. Além das agressões físicas, ela enfrentava um constante bombardeio de palavras cruéis, ameaças de morte e humilhações verbais, corroendo sua saúde mental ao longo dos anos.
- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Ameaças de incêndio

Os relatos tomam proporções aterrorizantes quando a mulher descreve momentos de tortura psicológica. Ela conta que seu corpo foi ensopado de gasolina enquanto seu marido a ameaçava com um isqueiro, evocando o medo constante de um fim trágico. Além disso, a vítima narra situações em que o agressor cortou mangueiras de gás, espalhando o perigo em seu próprio lar, expondo-a a riscos extremos.

Fuga para a liberdade: o chamado à Patrulha Maria da Penha da GCM de Juazeiro, BA

Na última quinta-feira (17 de agosto), após décadas de tormento, a mulher finalmente encontrou coragem para buscar ajuda. Refugiando-se na casa de sua irmã, ela denunciou o cárcere privado e a violência que havia enfrentado por tanto tempo. A Patrulha Maria da Penha da Guarda Civil Municipal de Juazeiro respondeu prontamente ao chamado, acolhendo a vítima e seus filhos menores. Medidas protetivas foram imediatamente implementadas para garantir sua segurança.

Comunidade chocada: revelações de anos de abuso

A descoberta desses anos de abuso deixou a comunidade local chocada. O apoio e a rápida resposta das autoridades para proteger a vítima e sua família foram elogiados. As investigações estão em andamento para esclarecer os detalhes desse triste episódio de violência doméstica que perdurou por tanto tempo. A esperança é que essa denúncia corajosa inspire outros a romperem o ciclo de violência e buscarem ajuda.

Suspeito foi ouvido, liberado e aguarda decisão

Segundo informações da Polícia Civil, o suspeito foi intimado, ouvido e aguarda decisão da Justiça em liberdade, haja vista que não houve flagrante.

Fonte: Portal Spy
Licença Creative Commons

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code

Publicidade::
Publi aqui - Portal Spy