some text

16.12.21

Em nota, APLB repudia suposta perseguição da prefeitura de Juazeiro à servidora que participou de manifestação de trabalhadores da educação

A servidora Rosimeire afirma categoricamente que está sendo vítima de assédio moral... E que está sendo punida apenas por defender os seus direitos.


Foto: RedeGN
::: Siga o Portal Spy no Google Notícias :::
Em nota envidada para imprensa, a APLB Sindicato de Juazeiro repudiou a  perseguição da  prefeitura de Juazeiro a uma  servidora que participou de manifestação no dia 08 de Dezembro em frente ao Paço Municipal.

Segundo informações da nota, gestão municipal de Juazeiro teria transferido servidora  para outra unidade escolar como forma de punição.
- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

"A APLB Sindicato de Juazeiro vem a público repudiar veementemente a atitude da gestão da prefeita Suzana Ramos em mais uma ação arbitrária, já comum ao governo municipal. É inadmissível a postura adotada pela Secretaria de Educação em relação à servidora Rosimeire Nascimento Costa, secretária escolar concursada há nove anos, que hoje trabalha na Escola Municipal Estação do Saber José Carlos Tanury.

De acordo com a servidora o governo municipal está sendo perseguidor ao usar sua participação em manifestação de servidores da educação no dia 08 de Dezembro em frente ao Paço Municipal e resolveu transferi-la para outra unidade escolar como forma de punição. Rosimeire afirma categoricamente que está sendo vítima de assédio moral, calúnia, difamação e opressão e que está sendo punida apenas por defender os seus direitos.
Alguns servidores da educação resolveram se manifestar e saíram em protesto cobrando da prefeitura um posicionamento mais efetivo quanto ao auxílio tecnológico, pelo rateio do FUNDEB entre outras situações e Rosimeire, após a manifestação, recebeu um chamado do RH da prefeitura para pegar encaminhamento e ser transferida para outra escola. Para surpresa de Rosimeire o motivo foi exatamente a sua participação no protesto dos servidores.

Em material divulgado nas redes sociais, ela se mostra abalada psicologicamente pela forma com que vem sendo tratada e, indignada, denuncia a gestão municipal por tratá-la de maneira perseguidora. A servidora é clara, quando diz que participar de uma manifestação em busca de direitos, não significa perseguição ao governo, mas ser punida por defender um direito sim, se caracteriza como uma perseguição.
::: Clique aqui e participe do Grupo de WhatsApp de notícias de Juazeiro, Bahia e Petrolina, Pernambuco :::
Diante dessa situação, a APLB Sindicato de Juazeiro cobra da gestão da prefeita Suzana Ramos explicações que esclareçam quais os reais motivos que fizeram com que a servidora recebesse tal punição. O que motivou a transferência, já que não havia até então nenhum motivo aparente para que houvesse necessidade de tal atitude.

“Repudiamos essa perseguição absurda aos trabalhadores que participaram de um ato que tinha como pauta a reivindicação de seus direitos garantidos por lei. A APLB Sindicato de Juazeiro se coloca à disposição da servidora para que sejam tomadas as medidas judiciais cabíveis. Mesmo sendo um ato que não teve a iniciativa da APLB, consideramos legítima qualquer manifestação pública reivindicatória de direitos. A gestão da prefeita Suzana Ramos precisa se manifestar e dar as devidas explicações”, afirma o diretor da APLB Sindicato em Juazeiro Gilmar Nery".
Encontrou algum erro na matéria? Avise-nos clicando aqui!
O post 'APLB repudia suposta perseguição da prefeitura de Juazeiro à servidora ' apareceu primeiro no Portal Spy.
Fonte: APLB/Juazeiro-BA
Licença Creative Commons
Cópia sem citação da fonte, com link para matéria original, estará sujeita a punições legais.
Comente esta matéria em nosso facebook.

Confira outras notícias em áudio pelo Spy Cast
O canal de podcasts do Portal Spy:

Postar um comentário

Antes de comentar qualquer matéria leia as regras de utilização do Portal. Qualquer comentário que violar as regras será automaticamente excluído por nossa equipe. É proibido inserir links (urls) dentro do comentário, caso contrário o mesmo será deletado por nossa equipe.


Veja nosso conteúdo por categoria

...
Clique e acesse

Whatsapp Button works on Mobile Device only